Como fazer o imposto de renda

Veja como você pode declarar seu imposto de renda anual e escapar do leão Declaração IRPF 2019


Se você está querendo saber como fazer o imposto de renda anual e o que declarar. Não se preocupe, pois, você tirará essas dúvidas.

Estamos em uma época do ano onde todos os brasileiros buscam informações sobre como fazer o imposto de renda anual e o que se deve ou não declarar. Essa dúvida é comum, pois, este é um procedimento muito detalhado, que requer muita atenção.



Neste artigo explicaremos de uma maneira mais simples como fazer o imposto de renda anual, o que se deve declarar, quais gastos podem promover abatimento no valor final e como funcionam os prazos, acompanhe.

Veja como fazer o imposto de renda anual

O imposto de renda é um tributo cobrado pelo Governo Federal anualmente, geralmente entre o mês de março e abril. Onde os brasileiros, tanto pessoas físicas como jurídicas, que ganharam mais de R$ 28 mil no ano de exercício anterior, são obrigadas a declarar a origem dessa renda.

Na prática, estamos falando de um imposto cobrado sobre todo o rendimento de um ano de ganhos tributáveis, ou seja, pagamento de salários, lucro advindos de aluguéis, investimentos bancários e prêmios da loteria, etc.

O imposto de renda anual é uma tributação que se aplica tanto a pessoas comuns como a empresas, por isso, ele é dividido em duas categorias, a primeira é a IRPF – Imposto de renda pessoa física, aplicada para as pessoas comuns. A segunda é a IRPJ – Imposto de renda pessoa jurídica, aplicada para as empresas.

Para que você saiba exatamente como fazer o imposto de renda anual, preparamos um passo a passo simplificado, com cinco etapas simples que mostraremos a seguir. No entanto, se você não tiver muita certeza de que conseguirá fazê-lo sozinho, o mais indicado é que procure um contador.

Contando com um profissional especializado, os riscos de erros ou esquecimento serão muito menores. Isso garantirá que você não caia na temível ‘malha fina’ e tenha que pagar uma multa altíssima posteriormente.

Passo a passo de como declarar o imposto de renda anual

Sim, esse procedimento preocupa milhares de pessoas todos os anos, mas apesar de se tratar de algo que exige muita atenção, é um processo simples, que pode ser resumido em apenas cinco passos, veja quais são eles a seguir:

1. Separe a documentação

Além dos documentos mais comuns como RG – Registro Geral, o Título de Eleitor e o CPF – Cadastro de Pessoa Física a Receita Federal cobra a apresentação de mais alguns documentos para a realização da declaração do imposto de renda.

Os primeiros a serem separados são todos os comprovantes de rendimentos do ano anterior, eles são fundamentais e servirão para comprovar todos os seus ganhos declarados ao imposto de renda.

Separe seus holerites caso, tenha recebido ganhos referentes a um emprego, seus comprovantes bancários para ganhos provenientes de investimentos e os comprovantes de rendimentos de sua corretora de imóveis, se os ganhos vieram de aluguéis.

Depois de separar todos os comprovantes de rendimento, providencie os comprovantes de despesas, afinal, existem alguns gastos que podem ser deduzidos do imposto de renda, fazendo com que você pague uma taxa tributária menor.

Despesas com mensalidades escolar, pagamentos de faculdade, convênios médico e odontológico, gastos com dependentes menores de idade ou maiores de 65 anos e doações, são alguns dos exemplos.

Por último, providencie os comprovantes de bens como imóveis e veículos, para que a Receite avalie se as compras são equivalentes aos ganhos recebidos. Declarando todos os seus ganhos e despesas corretamente, além de evitar problemas futuros, você ainda pode garantir uma restituição do imposto de renda.

2. Baixe o programa da Receita Federal

Para fazer o imposto de renda anual, a Receita Federal disponibiliza um programa específico todos os anos. Ele pode ser baixado gratuitamente direto do site da Receita Federal e instalado em qualquer tipo de computador e sistema operacional.



Com o programa devidamente instalado, abra-o e clique na opção ‘criar declaração’. Se houver uma declaração do ano anterior, o primeiro dado a ser informado será o número do recibo dela. Depois basta inserir os dados solicitados.

3. Escolha o modelo da sua declaração

Muitas pessoas ficam em dúvida sobre escolher o modelo simplificado ou completo, a diferença entre esses dois modelos está na abatimento das despesas. Mas, não se preocupe em escolher um modelo, afinal, o próprio programa da Receita indica o melhor para cada caso.

Declaração simplificada: o modelo simplificado funciona com um desconto de 20% sobre o cálculo final do seu impostos de renda. Esse desconto possui um teto estabelecido pela Receita e serve para substituir as despesas dedutíveis do declarante.

Declaração completa: já no modelo completo, será preciso que você insira todos os gastos dedutíveis para que o seu desconto final seja calculado. Esse modelo é mais indicado para quem tem muitos gastos dedutíveis e pode receber um desconto maior que 20%.

4. Envie as informações dentro do prazo

Depois de preencher com muita atenção todas as informações e revisar, envie sua declaração a Receita Federal. Nesta etapa o programa solicitará seus dados bancários, caso você tenha direito a alguma restituição.

Fique atento aos prazos, a data limite deste ano é dia 28 de abril, até as 23:59. Ao enviar a declaração você receberá um documento com o número do recibo. Caso você tenha que pagar algo a receita, será gerado juntamente uma DARF que poderá ser paga de uma única vez ou em parcelas, fica a seu critério escolher a melhor forma.

5. Corrija os possíveis erros

Se depois de enviar a declaração você perceber que cometeu algum erro, ou esqueceu algo importante, não se preocupe. No mesmo programa em que você realizou sua declaração, você encontrará uma opção chamada ‘declaração retificadora’.

Basta clicar nela, informar o número da declaração que você precisa arrumar, corrigir todos os erros ou informar os esquecimentos e enviar. Esse procedimento de correção é gratuito e pode ser feito em um prazo de até cinco anos.

Esses são os cinco passos para fazer o imposto de renda anual, caso você ainda tenha dúvida, o mais indicado é busque os serviços de um escritório de contabilidade ou um contador de confiança.

Leia