Melhor Regime de Tributação Empresarial

Escolher qual é o melhor tipo de tributação para sua empresa é muito importante


Muitos empreendedores desconhecem as diferenças entre cada regime de tributação e ficam confusos ao considerar qual tributação devem adotar : Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real. Muitos fatores devem ser levados em consideração , deve-se fazer um planejamento e considerar qual regime vai implicar menos impostos, pois o regime escolhido é irretratável para todo o ano-calendário.Vamos conhecer então, as diferenças desse regimes:



Também conhecido como Super Simples, é um regime simplificado adotado pela Lei 123/2006, que visa simplificar a burocracia das empresas. É aplicável às microempresas e empresas de pequeno porte. Tem guia unificada, que engloba todos os impostos: IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, COFINS, IPI, ICMS, ISS e Contribuição para Seguridade Social. Alem disso ,as alíquotas dos impostos tendem a ser menores conforme atividade exercida. Para fazer a opção pelo Simples, primeiro devemos verificar se o faturamento anual da empresas está dentro do limite Federal e analisar se a atividade é permitida. Se a empresa não tiver funcionários, ou tiver poucos, deve-se fazer um comparativo entre o Simples Nacional e o Lucro Presumido. Vale mencionar que a alíquota é progressiva, de acordo com o faturamento.

Tributação Simples Nacional

É um regime mais complexo, o imposto de renda é determinado a partir do lucro contábil, apurado pela pessoa jurídica, acrescido de ajustes (positivos e negativos) requeridos pela legislação fiscal. É recomendado para as empresas que possuem lucro inferior ao percentual de presunção definido pela opção Lucro Presumido, de modo que são calculados os impostos, sobre o resultado da Receita menos as despesas dedutíveis. Nesse regime, é indispensável rigorosa escrituração contábil, e somente as despesas comprovadas podem ser utilizadas para dedução ou compensação. Geralmente, esse tipo de tributação é adotado para empresas de grande porte.